sexta-feira, 25 de julho de 2014

Questão sobre "Maternidade" fica adiada outra vez

Créditos: Marcos Fotografias
Durante sessão ordinária da Câmara Municipal de Esperança, aconteceu ontem (24), uma audiência pública com a presença da secretária de saúde do município Rosete Bezerra Cavalcante Arcoverde, irmã Luciana (Diretora da Casa de Saúde e Maternidade São Francisco de Assis),vice-presidente da Maternidade.  Wagner Gomes, vereadores e do público. A sessão foi tumultuada, pois integrantes das duas maiores facções políticas do município se exaltaram no auditório, uns concordando, outros discordando com o assunto abordado. A presidente da Casa de “Francisco Bezerra”, vereadora Cristiana Almeida que abriu a sessão, terminou passando o comando para o vereador Adailton dos Santos, tendo este encerrado os trabalhos, depois dos desentendimentos entre vereadores, lideranças e representantes da Maternidade. A solução apresentada pelo gestor e levada ao plenário pela Secretária de Saúde do Município Rosete Bezerra, foi a mesma  já proposta pelo Chefe do Executivo Municipal Anderson Monteiro, ou seja, um acréscimo de 10 por cento sobre o  valor atual do contrato vencido em maio deste ano. Proposta não aceita pela direção da Maternidade, que continua intransigente, querendo dobrar o valor do contrato. Mais uma  vez não houve acordo e ficou de uma comissão de vereadores se reunir novamente propondo um acordo para solução do caso.

Por Otílio Rocha - FOLHA DE ESPERANÇA

quinta-feira, 24 de julho de 2014

Polícia Civil prende acusado de abusar sexualmente das próprias filhas na Paraíba


Crimes aconteciam na Zona Rural do município de Mulungu; filha mais velha, que sofria abusos desde a infância, descobriu que o mesmo estaria acontecendo com a irmã mais nova

Reprodução
Cidade de Mulungu

Um servidor público aposentado de 59 anos foi preso pela Polícia Civil de Guarabira, nesta quinta-feira (24), sob acusação de abuso sexual das próprias filhas, uma de 19 e outra de 13 anos, na Zona Rural de Mulungu, a 85 km de João Pessoa.

De acordo com o delegado Ricardo Sena, da 8ª Delegacia Seccional de Polícia Civil de Guarabira, o caso havia sido registrado em janeiro deste ano, após descoberta feita pela filha mais velha.

“Ela sofria abusos, tendo, inclusive, relatado conjunção carnal com penetração, desde os 9/10 anos. Ao perceber que a irmã mais nova passou a apresentar um comportamento semelhante ao dela, quando tinha a mesma faixa etária, resolveu investigar e, por meio de questionamentos, descobriu que a menor também vinha passando pelo mesmo sofrimento”, disse o delegado.

Nesse momento, segundo ele, a moça se revoltou e resolveu expor a situação para o restante da família, revelando também o seu drama particular, que ainda acontecia. “A história chegou ao Conselho Tutelar e foi registrada na Delegacia da Mulher de Guarabira”, contou Sena.

O delegado comentou que, como não havia flagrante, o aposentado foi mantido em liberdade, mas afastado das meninas, que vivem com a mãe e são fruto de um relacionamento paralelo, tendo o acusado outros filhos com a primeira família.

“A partir de então, a Polícia Civil passou a investigar o caso, colhendo depoimentos de familiares e conhecidos. Algumas primas das garotas chegaram a relatar que já haviam sofrido algum tipo de abordagem maliciosa do acusado”, afirmou Ricardo Sena, explicando que esses outros casos deram força à acusação.

A Justiça, por meio da Comarca de Alagoinha, que engloba a região de Mulungu, expediu um mandado de prisão preventiva, cumprido nesta quinta. “É uma prisão cautelar, visto que o acusado ainda será julgado”, completou o delegado da Polícia Civil. Ele foi encaminhado à Cadeia Pública de Alagoinha, onde aguardará o andamento do processo.

PORTAL CORREIO

Policial paraibano é morto a tiros em assalto no Rio Grande do Norte

Policial paraibano é morto a tiros em assalto no Rio Grande do Norte
 Um policial militar foi morto durante uma tentativa de assalto na tarde desta quinta-feira (24) no município de Macaíba, na Grande Natal. Segundo a PM, o soldado Jenilson da Silva Teixeira foi vítima de um assalto e reconhecido como PM quando um dos criminosos pegou a carteira da vítima. Ele levou um tiro na cabeça e morreu no local.

De acordo com o coronel Josimar de Lima, comandante da PM em Macaíba, o crime aconteceu na comunidade Pé do Galo, na zona rural do município. Quatro homens abordaram o policial e pediram o carro dele e dinheiro. "Quando pegaram a carteira dele e viram o documento de identidade da Polícia Militar, atiraram na cabeça do policial", explicou o comandante.

Segundo a equipe da Polícia Militar presente no local, na fuga os criminosos roubaram uma moto e outro carro, abandonando o veículo que pertencia ao PM. Ao G1, o coronel Francisco Canindé de Araújo Silva, comandante da PM, confirmou que soldado vivia no Rio Grande do Norte e trabalhava no município de Mataraca, na Paraíba. Ele estava visitando um irmão quando abordado pelos criminosos.

Os suspeitos fugiram em direção ao município de Parnamirim, também na Grande Natal. Homens do Batalhão de Policiamento de Choque (BPChoque) e da Polícia Militar de Macaíba e Parnamirim estão realizando diligências em busca dos criminosos.

Redação com G1-RN

IFPB abre inscrições para 53 vagas de professor no Pronatec


IFPB abre inscrições para 53 vagas de professor no Pronatec
 Nesta quinta-feira (24), 53 vagas de professor no Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB) estão abertas através do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) em três campi. O salário varia conforme a carga horária, no máximo 16 horas semanais, com pagamento em forma de bolsa de R$ 50 por hora-aula.

Para todos os candidatos, a pontuação é por avaliação curricular. Quem não tiver um ano de experiência docente e não possuir título de licenciatura pode se inscrever, mas será submetido à prova de desempenho didático pedagógico, de caráter eliminatório. Para profissionais dos cursos de Cabeleireiro e Costura, a seleção é apenas curricular.

Em Princesa Isabel, a inscrição foi aberta nessa quinta e vai até dia 1º de agosto. Em Guarabira e João Pessoa, a inscrição prossegue até 28 de julho. Os editais estão com inscrição aberta para professores de fora do quadro do IFPB.

Em Princesa Isabel, são 13 disciplinas, nove voltadas a profissionais da Costura e Moda, três para Cabeleireiro e um para Computação-Informática. 

Em Guarabira, a inscrição é para seis disciplinas, envolvendo áreas de Administração, Contabilidade, Economia, Computação e Informática.

No campus João Pessoa, são 34 vagas para professores de Letras (Espanhol e Inglês) e de Língua Brasileira de Sinais (Libras). 

O interessado deve conferir a carga horária de sua disciplina. O pagamento é por bolsa com recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Não são aceitas inscrições via Correios.

PB Agora  com G1

ÚLTIMO ADEUS: familiares, amigos e fãs começam a se despedir de escritor Ariano Suassuna em Recife

ÚLTIMO ADEUS: familiares, amigos e fãs começam a se despedir de escritor Ariano Suassuna em Recife
 O corpo do escritor Ariano Suassuna começou a ser velado no Palácio do Campo das Princesas, no Centro do Recife, ainda na noite de quarta (23). Por volta das 22h55, o caixão foi recebido por familiares, amigos e políticos, que participaram de uma celebração religiosa. As portas do palácio, que é sede do governo de Pernambuco, só foram abertas ao público por volta das 23h30, meia hora após o previsto inicialmente. Ariano morreu às 17h15 da quarta, vítima de uma parada cardíaca. Ele estava internado desde a noite de segunda (21) no Hospital Português, onde foi submetido a uma cirurgia na mesma noite após sofrer um acidente vascular cerebral (AVC) hemorrágico.

Além dos familiares, muitos vestidos com a camisa do Sport Club do Recife, time de coração de Ariano, políticos estiveram na cerimônia realizada pelo frei franciscano Aloísio Fragoso. O ex-governador de Pernambuco e candidato à presidência, Eduardo Campos; o atual governador do estado, João Lyra Neto, e o candidato ao Senado e ex-ministro da Integração, Fernando Bezerra Coelho, além de parentes carregaram o caixão para o hall principal do Palácio. Ariano foi secretário de Cultura de Pernambuco e também assessor especial do governo de Campos.

Para a celebração familiar, o caixão foi coberto com as bandeiras da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), onde ele foi professor do curso de Letras, do Estado de Pernambuco e do Brasil. Durante a celebração religiosa, frei Aloísio relembrou a trajetória do dramaturgo e destacou a religiosidade de Ariano. "Lá em cima, Nossa Senhora pedirá que ele represente a peça O Auto da Compadecida", afirmou. Na cerimônia, Germana Suassuna, neta de Ariano, leu um texto em homenagem ao avô. Ela destacou que o escritor viveu os últimos dias da forma que queria, no palco. Na última sexta-feira, ele apresentou sua última aula-espetáculo, no Festival de Inverno de Garanhuns (FIG), no Agreste pernambucano. Germana também destacou o apoio que todos os familiares darão a Zélia Suassuna, agora viúva de Ariano. "Meu avô foi o homem mais feliz do lado dela. E ela também foi a mulher mais feliz” Meu avô é simplesmente imortal", disse.

Na porta do Palácio, a fila de admiradores, que começou a se formar por volta das 23h, tinha muitos amigos e também fãs da figura pública de Ariano. O policial George Nascimento e sua mãe, Nelma Cristina, encontraram o escritor apenas uma vez na vida, mas guardaram o momento da lembrança. "Foi numa igreja. Vou sempre lembrar da pessoa que ele foi, um exemplo de ser humano", comentou Nelma.

Nascido em João Pessoa, quando a capital paraibana ainda se chamava Nossa Senhora das Neves, em 1927, ainda adolescente, Ariano Vilar Suassuna foi morar no Recife, onde terminou os estudos secundários e deixou seu nome marcado na cultura literatura brasileira, especialmente no teatro e na literatura.

Em 1946, na capital pernambucana, fundou o Teatro do Estudante de Pernambuco, junto com o amigo Hermilo Borba Filho. No ano seguinte, escreveu sua primeira peça teatral, Uma Mulher Vestida de Sol, seguida de Cantam as Harpas de Sião e Os Homens de Barro. Em 1955, escreveu sua obra mais popular, Auto da Compadecida, que conta as aventuras de dois amigos, Chicó e João Grilo, no Nordeste brasileiro. A peça foi adaptada duas vezes para o cinema, em 1969 e 2000.

Suassuna continuou criando, escrevendo peças de teatro, romances e poesias. O Santo e a Porca, Farsa da Boa Preguiça e Romance d’A Pedra do Reino e o Príncipe do Sangue do Vai-e-Volta são algumas das dezenas de obras dele. A maioria delas foi traduzida para outros idiomas, como francês, alemão, espanhol, inglês e holandês. Em 1989, passou a ocupar a Cadeira nº 32 da Academia Brasileira de Letras.

Obra A primeira peça do escritor, "Uma mulher vestida de sol", ganhou o prêmio Nicolau Carlos Magno em 1948. Ariano escreveu um de seus maiores clássicos, "O Auto da Compadecida", em 1955, cinco anos depois de se formar em direito. A peça foi apresentada pela primeira vez no Recife, em 1957, no Teatro de Santa Isabel, sem grande sucesso, explodindo nacionalmente apenas quando foi encenada – e ganhou o prêmio – no Festival de Estudantes do Rio de Janeiro, no Teatro Dulcina. A obra é considerada a mais famosa dele, devido às diversas adaptações. Guel Arraes levou o “Auto” à TV e ao cinema em 1999.

Carismático, Suassuna esbanjou simpatia por onde passou. Mais recentemente, apresentou sua “aula-espetáculo” por todo o Brasil, onde ensinou formas de arte para o público e mostrou a riqueza da cultura do país, contando histórias, “causos” e piadas. Suassuna mostrou ao povo brasileiro como ele é inventivo, engraçado, esperto e interessante e provou que não existe nada do lado de lá das fronteiras que possamos invejar.

Em uma de suas últimas passagens por Brasília, Suassuna encerrou a aula-espetáculo valorizando, não sua obra, mas a de outro brasileiro. O escritor citou o filósofo Matias Aires como exemplo da qualidade nacional, mas também como um resumo da sua própria trajetória, "e da de todos nós", neste mundo.

“Quem são os homens mais do que a aparência de teatro? A vaidade e a fortuna governam a farsa desta vida. Ninguém escolhe o seu papel, cada um recebe o que lhe dão. Aquele que sai sem fausto, nem cortejo, e que logo no rosto indica que é sujeito à dor, à aflição, à miséria, esse é o que representa o papel de homem. A morte, que está de sentinela, em uma das mãos segura o relógio do tempo. Na outra, a foice fatal. E, com esta, em um só golpe, certeiro e inevitável, dá fim à tragédia, fecha a cortina e desaparece”, disse, então, Ariano Suassuna.

ABL - Com a morte de Suassuna, ABL perde o terceiro acadêmico em um mês. O presidente da Academia Brasileira de Letras, Geraldo Holanda Cavalcanti, e o o acadêmico Evanildo Bechara representarão a ABL no funeral de Suassuna, amanhã (24), em Paulista, região metropolitana do Recife. O escritor, dramaturgo e poeta paraibano morreu hoje (23), aos 87 anos, no Real Hospital Português, onde estava internado desde segunda-feira (21), por causa de um acidente vascular cerebral (AVC) hemorrágico.

A ABL determinou luto oficial de três dias. Em nota divulgada logo após tomar conhecimento da notícia, Holanda Cavalcanti lembra o fato de que Suassuna é o “terceiro grande acadêmico” que a academia perde no espaço de um mês – ele se referia a Ivan Junqueira, morto no dia 3 deste mês, e a João Ubaldo Ribeiro, no dia 18.

“Estendemos à família de Ariano nossos profundos sentimentos de pesar. E, à multidão de seus amigos, leitores e admiradores no Brasil e no mundo, nossa solidariedade pela imensa perda. Ariano reunia em sua pessoa as extraordinárias qualidades de homem de letras e de intelectual no melhor sentido da palavra, alguém que, dispondo de uma cultura invulgar, era, ao mesmo tempo, um homem de ação. À sua maneira ocupava-se e preocupava-se com os problemas sociais, focado nos da sua região”, destaca o presidente da academia.

Redação com G1

Príncipe George ganha cortador de unhas de R$ 3,7 milhões

Para comemorar o primeiro aniversário do filho de William e Kate, uma empresa criou e presenteou o bebê com um cortador de unhas especial para crianças, coberto por diamantes
Príncipe George está entre as 10 crianças poderosas do mundo


Cortador de unhas e lixa foram produzidos exclusivamente para o príncipeFoto: Mirror / Reprodução

O príncipe George, filho dos duques de Cambridge, William e Kate, completou o seu primeiro ano de aniversário nesta terça-feira. Para comemorar a data, uma empresa criou e presenteou o bebê com um cortador de unhas especial para crianças, coberto por diamantes. As informações são do Mirror.

Segundo a publicação, o objeto é feito de ouro 18 quilates e conta com 350 diamantes, cada um no valor de cerca de R$ 7,5 mil. O cortador vale 1 milhão de libras, o que equivale a cerca de R$ 3,7 milhões. 

Além disso, foi lançada também uma lixa de unha para crianças, feita com um material especial para o príncipe.

"Só o melhor é suficiente para o terceiro na linha de sucessão ao trono, então criamos um cortador de unhas que é realmente apto para o príncipe", disse Tom Pellereau, fundador da empresa Stylfile, responsável pelo presente.

Uma versão menos luxuosa do conjunto - que não leva ouro nem diamantes - está sendo vendida pelo preço de 10 libras, cerca R$ 37.
Fonte: Portal TERRA

Ibope: Dilma tem 38% de intenções de voto e Aécio, 22%

A presidente Dilma Rousseff tem 38% das intenções de voto para presidente da República, contra 22% do candidato do PSDB, Aécio Neves, e 8% de Eduardo Campos, do PSB, de acordo com pesquisa Ibope encomendada pela TV Globo em parceria com o jornal O Estado de S.Paulo, divulgada nesta terça-feira. Em seu primeiro levantamento desde que as candidaturas foram oficializadas, o instituto apontou que 16% declararam voto branco ou nulo e 9% não souberam responder.


Pesquisa Datafolha divulgada na semana passada mostrou empate técnico em um eventual segundo turno entre Dilma e Aécio no limite da margem de erro. A pesquisa anterior do Ibope, divulgada em junho, antes da oficialização das candidaturas e, portanto, sem a obrigatoriedade de incluir todos os candidatos registrados, apontou Dilma com 39% das intenções de voto, contra 21% de Aécio e 10% de Campos.O Ibope também fez simulações de segundo turno, apesar de apontar que o quadro atual não garante a realização de uma segunda rodada de votação. Numa disputa com Aécio, Dilma venceria as eleições com 41% das intenções de voto, contra 33% do tucano, enquanto 18% declararam voto branco ou nulo e 8% não souberam responder. Já num embate com Campos, Dilma também venceria com 41%, ante 29% do socialista, ao passo que o percentual que afirmou que votará em branco ou anulará foi de 20% e o de que não soube responder foi de 10%.

Avaliação de Dilma
A avaliação do governo Dilma ficou estável em relação a junho, com 31% classificando como boa/ótima, enquanto a avaliação péssima/ruim se manteve em 33%. A taxa regular foi de 36%, ante 34% em junho.
publicidade


O Ibope ouviu 2.002 pessoas entre os dias 18 e 21 de julho. A margem de erro da pesquisa é de 2 pontos percentuais para cima e para baixo. 

PORTAL TERRA

quarta-feira, 23 de julho de 2014

Ariano Suassuna tem parada cardíaca e morre em Recife, depois de três dias na UTI


Ele estava internado no Real Hospital Português, em Recife, desde a segunda-feira (21), quando sofreu um acidente vascular cerebral hemorrágico
Divulgação/SecultBA/Rosilda Cruz
Ariano Suassuna

Morreu na tarde desta quarta-feira (23) o escritor e dramaturgo paraibano Ariano Suassuna. Ele estava internado no Real Hospital Português, em Recife, desde a segunda-feira (21), quando sofreu um acidente vascular cerebral (AVC) hemorrágico. Após a realização de um procedimento cirúrgico, Ariano Suassuna entrou em estado de coma. Esta foi a terceira internação do escritor em um ano. Ariano Suassuna sofreu uma parada cardíaca por volta das 17h40 desta quarta-feira. 

O velório do escritor deve ser realizado no Palácio do Campo das Princesas, em Pernambuco. De lá, o corpo do paraibano segue para cortejo em carro do Corpo de Bombeiros até o Cemitério Morada da Paz, onde será sepultado.

A última vez que Ariano Suassuna apareceu em público foi na sexta-feira (18). Ele concedeu uma aula-espetáculo no Festival de Inverno de Garanhuns, município localizado no Agreste pernambucano, a 228 km da capital Recife. No sábado (19), ele tirou fotos com fãs que participavam do evento. 

Biografia 

Considerado um dos maiores escritores paraibanos de todos os tempos, Ariano Suassuna era filho do ex-governador João Suassuna. Um contador nato de histórias. E uma delas, que mais gostava de contar, era de que foi a única criança que circulou nua pelos corredores do Palácio da Redenção. Ariano nasceu dentro da sede do Governo do Estado da Paraíba.

Desse fato, derivou outra história. Ariano contava que, já adulto e escritor renomado, iria participar de uma solenidade no Palácio da Redenção numa época onde os homens só tinham acesso ao local vestidos de paletó e gravata. Desavisados, Ariano não estava de terno e foi barrado. E reagiu com bom humor, lembrando ao soldado da PM que fazia a guarda nos portões do Palácio: “Amigo, fique sabendo que eu já andei nu aí dentro”.

Ariano Vilar Suassuna nasceu em Nossa Senhora das Neves, hoje João Pessoa (PB), em 16 de junho de 1927, filho de Cássia Villar e João Suassuna. No ano seguinte, seu pai deixa o governo da Paraíba e a família passa a morar no sertão, na Fazenda Acauã.

Com a Revolução de 30, seu pai foi assassinado por motivos políticos no Rio de Janeiro e a família mudou-se para Taperoá, onde morou de 1933 a 1937. Nessa cidade, Ariano fez seus primeiros estudos e assistiu pela primeira vez a uma peça de mamulengos e a um desafio de viola, cujo caráter de “improvisação” seria uma das marcas registradas também da sua produção teatral.

A partir de 1942 passou a viver no Recife, onde terminou, em 1945, os estudos secundários no Ginásio Pernambucano e no Colégio Osvaldo Cruz. No ano seguinte iniciou a Faculdade de Direito, onde conheceu Hermilo Borba Filho. E, junto com ele, fundou o Teatro do Estudante de Pernambuco. Em 1947, escreveu sua primeira peça, ‘Uma Mulher Vestida de Sol’. Em 1948, sua peça ‘Cantam as Harpas de Sião’ (ou ‘O Desertor de Princesa’) foi montada pelo Teatro do Estudante de Pernambuco. Os ‘Homens de Barro’ foi montada no ano seguinte.

Entre 1951 e 1952, volta a Sousa, para curar-se de uma doença pulmonar. Lá escreveu e montou Torturas de um coração. Em 1955, Auto da Compadecida o projetou em todo o país. Em 1962, o crítico teatral Sábato Magaldi diria que a peça é "o texto mais popular do moderno teatro brasileiro". Sua obra mais conhecida, já foi montada exaustivamente por grupos de todo o país, além de ter sido adaptada para a televisão e para o cinema.

Em seguida, retorna a Recife, onde, até 1956, dedica-se à advocacia e ao teatro. Abandonou a advocacia para tornar-se professor de Estética na Universidade Federal de Pernambuco. No ano seguinte foi encenada a sua peça ‘O Casamento Suspeitoso’, em São Paulo, pela Cia. Sérgio Cardoso, e ‘O Santo e a Porca’; em 1958, foi encenada a sua peça ‘O Homem da Vaca’ e o ‘Poder da Fortuna’; em 1959, ‘A Pena e a Lei’, premiada dez anos depois no Festival Latino-Americano de Teatro.

Em 1959, em companhia de Hermilo Borba Filho, fundou o Teatro Popular do Nordeste, que montou em seguida a ‘Farsa da Boa Preguiça’ (1960) e ‘A Caseira e a Catarina’ (1962). No início dos anos 60, interrompeu sua bem-sucedida carreira de dramaturgo para dedicar-se às aulas de Estética na UFPE. Ali, em 1976, defende a tese de livre-docência ‘A Onça Castanha’ e a ‘Ilha Brasil: Uma Reflexão sobre a Cultura Brasileira’. Aposenta-se como professor em 1994.

Membro fundador do Conselho Federal de Cultura (1967); nomeado, pelo Reitor Murilo Guimarães, diretor do Departamento de Extensão Cultural da UFPE (1969). Ligado diretamente à cultura, iniciou em 1970, em Recife, o ‘Movimento Armorial’, interessado no desenvolvimento e no conhecimento das formas de expressão populares tradicionais. Convocou nomes expressivos da música para procurarem uma música erudita nordestina que viesse juntar-se ao movimento, lançado em Recife, em 18 de outubro de 1970, com o concerto ‘Três Séculos de Música Nordestina – do Barroco ao Armorial’ e com uma exposição de gravura, pintura e escultura. Secretário de Cultura do Estado de Pernambuco, no Governo Miguel Arraes (1994-1998).

Entre 1958-79, dedicou-se também à prosa de ficção, publicando o ‘Romance d’A Pedra do Reino’ e o ‘Príncipe do Sangue do Vai-e-Volta’ (1971) e ‘História d’O Rei Degolado nas Caatingas do Sertão’/’Ao Sol da Onça Caetana’ (1976), classificados por ele de “romance armorial-popular brasileiro”.

Ariano Suassuna construiu em São José do Belmonte (PE), onde ocorre a cavalgada inspirada no ‘Romance d’A Pedra do Reino’, um santuário ao ar livre, constituído de 16 esculturas de pedra, com 3,50 m de altura cada, dispostas em círculo, representando o sagrado e o profano. As três primeiras são imagens de Jesus Cristo, Nossa Senhora e São José, o padroeiro do município.

Em 2000, ele passou a integrar a lista de membros da Academia Paraibana de Letras e recebeu o título de Doutor Honoris Causa da Faculdade Federal do Rio Grande do Norte.

Em 2004, com o apoio da ABL, a Trinca Filmes produziu um documentário intitulado ‘O Sertão: Mundo de Ariano Suassuna’, dirigido por Douglas Machado e que foi exibido na Sala José de Alencar.

Ariano Suassuna, um dos maiores escritores do país, dizia sempre: "Você pode escrever sem erros ortográficos, mas ainda escrevendo com uma linguagem coloquial."

Portal Correio





Acidente durante pouso de avião deixa mortos em Taiwan

Aeronave da companhia TransAsia tentava pousar em Penghu.
Segundo as autoridades locais, 47 pessoas morreram e 11 ficaram feridas.



Um avião da companhia aérea TransAsia caiu nesta quarta-feira (23), no arquipélago de Penghu, emTaiwan, deixando dezenas de mortos.

De acordo com a agência taiwanesa Focus Taiwan, 58 pessoas estavam a bordo - 54 passageiros e quatro tripulantes.

O ministro dos Transportes de Taiwan, Yeh Kuang-shih, disse que 47 pessoas morreram. Os 11 sobreviventes tiveram ferimentos diversos e foram socorridos.

Edifícios próximos ao local da queda pegaram fogo, mas não houve feridos fora do avião.

De acordo com a Focus Taiwan, o avião tentou pousar uma primeira vez no aeroporto de Magong, em Penghu, às 19h06 locais (6h06 de Brasília). O tempo estava ruim. A torre de controle perdeu contato com a aeronave enquanto ela tentava pousar pela segunda vez, de maneira forçada. O acidente aconteceu em seguida, segundo o diretor-geral da Administração Aeronáutica Civil de Taiwan, Jean Shen.

Inicialmente, chegou a ser informado que o acidente aconteceu em um pouso de emergência.

Ainda segundo a mesma fonte, o avião, um ATR 72, decolou às 17h43 do aeroporto de Kaohsiung, no sul de Taiwan. A aeronave tinha 14 anos. O voo era o GE222.

O Departamento de Bombeiros de Penghu disse que a aeronave tentava pousar em meio a condições adversas do tempo quando bateu em uma segunda tentativa e pegou fogo. Moradores locais disseram ter ouvido o barulho de explosões.

"A condições eram de tempestade durante o acidente", disse His Wen-guang, um porta-voz dos bombeiros de Penghu.

"Enviamos 11 pessoas com lesões do local do acidente para o hospital. Alguns edifícios adjacentes à pista de pouso pegaram fogo, mas não havia ninguém dentro no momento e o fogo foi extinto", acrescentou.

O tufão Matmo atingiu Taiwan nesta quarta, trazendo fortes chuvas e ventos e fechando desde o mercado financeiro a escolas.

O Conselho de Segurança da Aviação local convocou uma reunião de emergência para descobrir as causas do acidente.

Parente de um passageiro a bordo do avião TransAsia Airways chora no Aeroporto Internacional de Kaohsiung, no sul de Taiwan (Foto: Reuters)

Avião faz pouso de emergência em Taiwan (Foto: AP)




Jornalistas locais aguardam em frente a balcão da TransAsia no aeroporto de Sungshan, em Taipei, nesta quarta-feira (23), após um acidente com um avião da companhia que deixou dezenas de mortos (Foto: Sam Yeh/AFP)
Do G1, em São Paulo


DESTAQUE: artista paraibano participa do Breakout Brasil do Canal Sony Brasil

DESTAQUE: artista paraibano participa do Breakout Brasil do Canal Sony Brasil
Após a excelente participação dos artistas Lucy Alves e Luan, do Forró Estilizado, em competições nacionais, é a vez do Brasil conhecer o pop rock produzido na Paraíba. O cantor e compositor Rammon Felipe, vocalista e guitarrista da banda Rammon e Os Siderais, está inscrito na 3ª edição do Breakout Brasil, um programa  musical do Canal Sony Brasil que busca bandas e artistas originais que componham suas próprias músicas. O artista inscreveu duas músicas autorais: “De Partida” e “Parada Universal”. “Compor uma música é especial e único. De Partida já foi apresentada para o público, mas essa é a primeira vez que estou mostrando a canção Parada Universal", ressaltou Rammon. Sobre a participação no Breakout Brasil, o cantor disse que é algo muito importante: “Estou concorrendo com bandas e artistas de todo o Brasil. São diversos gêneros e diversos estilos, mas acredito na qualidade do meu trabalho e conto com o apoio dos paraibanos e das pessoas que apreciam as minhas composições”. O apoio do público vai ser imprescindível para Rammon Felipe passar para a segunda etapa do programa. O Breakout Brasil é dividido em “Parte Um” (etapa online de inscrição e avaliação) e a “Parte Dois” (participação no programa do Canal Sony). A fase de avaliação começou no dia 21 de julho de 2014, e as músicas ficam disponibilizadas em um website para a avaliação por parte dos amigos e a conquista de novos fãs. No final desta fase, os 50 artistas mais populares entre o público geral e os jurados formarão o nosso TOP 50. A “Parte Dois” da competição inicia no dia 4 de Agosto. O Top 50 passará por uma nova rodada de avaliações, e ao final desta fase, 10 finalistas serão selecionados pelo público e jurados. “Estou ainda na primeira fase do programa, por isso precisamos que as pessoas votem nas músicas para viabilizar a continuidade Breakout Brasil. Basta a pessoa acessar o linkhttp://www.breakoutbrasil.com/breakoutBrasil2014/entry/Rammon#.U80DDNfcDuU.facebook, fazer o login e marcar as estrela que correspondem a nota da música”, explicou Rammon Felipe. Sobre Rammon Felipe Rammon Felipe é formado em engenharia, porém a música sempre esteve na sua vida. Ainda criança demonstrou interesse em tocar violão, e entre as primeiras músicas tocadas estavam as canções do, também paraibano Herbert Vianna: “Admiro Herbert como compositor e como guitarrista, e através dele fui levado para esse universo de melodias, letras e timbres”. Quanto mais se sentia “íntimo” do violão e da guitarra, sua vontade criar algo próprio aumentava. Após alguns rabiscos nasceram algumas músicas que já são conhecidas do público pessoense: “Pra Você Gostar de Mim”, “A Troca” e “Dinâmica das Máquinas”. Essas, e outras músicas, estão disponíveis no site https://soundcloud.com/rsiderais. Rammon e Os Siderais estão no Facebook na Fan Page https://www.facebook.com/rsiderais?ref=hl, lá é possível saber as novidades do cantor, da banda e a agenda de shows.


Ascom

Mesmo com Igreja contrária, cinco padres disputam eleições

Mesmo com Igreja contrária, cinco padres disputam eleições
 Esta semana a Arquidiocese da Paraíba através do arcebispo Dom Aldo Pagotto divulgou uma Nota Normativa na qual proíbe a participação de padres na política sob pena de terem a Ordem suspensa pela igreja. Na nota, assinada pelo arcebispo, estão elencadas uma série de restrições aos clérigos paraibanos que resolveram participar das eleições, entre elas, de não celebrar os sacramentos, sobretudo, a celebração (ou a concelebração) da Eucaristia.

Apesar da proibição, cinco religiosos ligados à Igreja Católica disputarão um mandato eletivo este ano na Paraíba nas eleições deste ano. Disputarão um cargo eletivo este ano o deputado federal Luiz Couto e Padre Júnior, ( PT), o deputado estadual Frei Anastácio (PT), Padre Cristiano Melo (PSOL) e Padre Gescione, do PC do B.

Todos os candidatos, já ganharam as ruas em busca dos votos do eleitorado paraibano. Dos cinco candidatos, os mais conhecidos é Luiz Couto e Frei Anastácio. Couto está exercendo o terceiro mandato de deputado, e buscará pela quarta vez conquistar uma das cadeiras na Câmara Federal. Por sua vez, Frei Anastácio também tentará a sua reeleição de deputado estadual. 

Pela recomendação da arquidiocese, os padres candidatos estão impedidos de celebrar sacramentos, especialmente missas. Caso algum postulante seja eleito, a proibição se estenderá durante todo o mandato.

O arcebispo da Paraíba, Dom Aldo Pagotto, também recomendou aos religiosos para que não façam da igreja um cabo eleitoral. “Constata-se que há pessoas ligadas tanto às pastorais quanto a movimentos populares cuja tendência é agir como cabos eleitorais de alguns partidos políticos. Esses podem assumir projetos que, por vezes, são contrários aos valores e aos princípios defendidos pelo direito natural e pela ética e moral cristã, por exemplo, na questão do aborto, invasão de terra e casamento gay”, diz o texto.


PB Agora

'Experiência única', diz brasileiro que passou férias no Afeganistão


Ele estuda mandarim na China e foi convidado por colegas afegãos.
Casas têm andar só para mulheres; shoppings revistam clientes na entrada.


Bruno com o guarda-costas que contratou para acompanhá-lo na viagem, por sugestão da Embaixada brasileira (Foto: Bruno Pinheiro/Arquivo pessoal)

O voo que levou o estudante de medicina Bruno Pinheiro para sua viagem de férias neste ano estava com menos de metade dos assentos ocupados. Além dele, só havia uma estrangeira na aeronave. É que poucas pessoas escolhem fazer turismo em um destino tão incomum: oAfeganistão.
Bruno em uma região montanhosa nos arredores de
Cabul; a área tem o clima mais ameno do que o da
cidade e é destino de passeio para famílias
(Foto: Bruno Pinheiro/Arquivo pessoal)

Natural de Belo Horizonte, o brasileiro de 25 anos mora há um ano na China, onde faz curso de mandarim. Ele ficou na capital afegã, Cabul, do dia 11 ao dia 22 deste mês. A decisão de conhecer aquele país veio após ele fazer amizade com afegãos em sua aula de mandarim. “Eles são tão gente boa e me tratam tão bem que pensei: um país com um povo tão bacana não pode ser tudo de ruim que as pessoas falam”, conta.

Neste ano, um desses amigos convidou Bruno para passar as férias de verão em sua casa, em Cabul. Inicialmente, os parentes e amigos do brasileiro ficaram assustados com a ideia. “Eles diziam: ‘Afeganistão? O que você está indo fazer lá?’ O país já carrega um nome pesado, que a gente associa a guerra, confusão, falta de segurança”, diz o estudante.

Mas, após pesquisar e consultar a Embaixada do Brasil em Pequim, ele aceitou: “Seria uma experiência única. Não é todo dia que a gente viaja para o Afeganistão.”

A ideia inicial era passar quatro dias em Cabul e depois ir para o interior conhecer outras regiões do país, mas ele desistiu de sair da capital após receber recomendações de que não se afastasse de lá. “É período de eleições, a situação está mais delicada. Não ouvi falar de nenhum ataque muito forte esses dias, mas por precaução, os próprios locais disseram que eu não fosse. Vai ter que ficar para a próxima”, diz.
saiba mais

Por conta disso, ele acabou conhecendo Cabul mais a fundo. Esteve no zoológico e visitou algumas mesquitas e shoppings -- mas a maior parte do tempo viveu o dia a dia dos moradores. “É uma cidade muito antiga, tem muita coisa destruída. Ele estão tentando construir prédios maiores, estão tentando se adaptar para oferecer mais atrações. Mas para mim, o charme é a simplicidade que eles oferecem. Lá não importa se a pessoa tem dinheiro ou não, sempre vai fazer questão que você entre casa dela, tome um chá”, diz ele, elogiando a gentileza e a hospitalidade do povo afegão.

Sem contato com as mulheres

Mulheres em Cabul (Foto: Nicolas Asfouri/AFP)

Devido aos costumes islâmicos no país, Bruno só teve contato com homens, mesmo na casa onde estava hospedado, onde há ao menos 16 mulheres: as 14 irmãs de seu amigo e suas duas mães – a biológica e a outra esposa de seu pai (a poligamia é permitida aos homens). O amigo de Bruno também tem 12 irmãos do sexo masculino.
As casas são estruturadas para que homens e mulheres tenham vidas independentes. Há um andar só para mulheres, onde elas dormem, circulam e comem, e outro só para os homens.

O brasileiro conta que as residências são estruturadas para que homens e mulheres tenham vidas totalmente independentes. Há um andar só para as mulheres, onde elas dormem, circulam e comem e onde só trabalham empregadas do sexo feminino. Da mesma forma, no andar masculino, só há moradores e funcionários homens.

Bruno via as mulheres passando na rua, mas elas andam com o corpo e o rosto coberto pelas vestes típicas locais e não podem conversar com desconhecidos. Os homens também têm vestimentas próprias: uma calça com uma bata longa, de cores variadas. O brasileiro diz que não viu nenhum outro turista por lá.
Mesa de jantar: para Bruno, comida lembra a
brasileira (Foto: Bruno Pinheiro/Arquivo pessoal)

O idioma dificultou a comunicação com os locais – as duas línguas mais faladas por lá são pachto e dari, e poucos afegãos dominam o inglês. Bruno dependia de seu amigo para se comunicar, inclusive com o guarda-costas que ele contratou por sugestão da embaixada e que andou com ele durante toda a viagem.

Mas, assim como acontece em outros países, o fato de ele ser brasileiro facilitou o contato. “Eles têm uma visão muito positiva do Brasil e têm muito interesse em saber como é o nosso país. Além de tudo, afegão adora futebol. Eles perguntaram muito da Copa, comentaram que estavam chateados pela eliminação do Brasil por 7 a 1”, conta ele.
Eles têm uma visão muito positiva do Brasil. Além de tudo, adoram futebol. Eles perguntaram muito da Copa, comentaram que estavam chateados pela eliminação do Brasil por 7 a 1"
Bruno Pinheiro

Segundo Bruno, a comida do Afeganistão lembra um pouco a brasileira, com pratos que misturam arroz, carne e legumes. “O gosto parece com o da nossa comida. E é simplesmente uma delícia”, diz. Um pão típico acompanha todas as refeições, assim como o chá. No café da manhã, o chá vem acompanhado de pão, mel e frutas secas.

Os jantares pareciam banquetes com diversos pratos -- especialmente agora, período do Ramadã, quando os muçulmanos só podem comer após o pôr do sol. Bruno diz que seus amigos abriram exceção para ele, que era o único que podia tomar café e almoçar. “Eles pediam que eu comesse dentro do quarto ou em algum lugar onde ninguém pudesse me ver, em respeito aos demais que estavam de jejum”, conta.

Segurança rígida

Bruno com seus dois amigos afegãos; o brasileiro os conheceu na aula de mandarim e foi passar férias no país deles (Foto: Bruno Pinheiro/Arquivo pessoal)

Mas Bruno diz que o que o deixou mais surpreso foi se sentir seguro andando por lá: “Não tinha essa sensação tão grande de insegurança. Andava tranquilo.”

Segundo o estudante, todo local com aglomeração de pessoas em Cabul tem um forte sistema de segurança. Em shoppings, por exemplo, os clientes passam por uma revista semelhante à que acontece em aeroportos. “Nos três hotéis maiores que vi na cidade, você não consegue nem enxergar lá dentro, de tão cercados que são. Apesar de não estarem ocorrendo tantos atentados agora, eles têm bastante cautela”, diz.
Todo lugar com aglomeração de pessoas em Cabul tem um forte sistema de segurança. Nos shoppings, os clientes passam por uma revista semelhante à que acontece em aeroportos

Bruno agora está na Turquia, onde deve continuar o passeio de férias. Para ele, se algum turista ocidental quiser ir para o Afeganistão sem conhecer ninguém no país, deve planejar muito. “Tem que analisar a rota, acompanhar a situação de segurança no momento. Mas tem agências especializadas em receber os turistas de fora, em guiá-los. Tudo que é planejado é viável”, afirma.

O brasileiro gostou tanto do Afeganistão que pretende ler mais sobre a cultura e a história do país e quer voltar um dia, para ir às cidade do interior que não pôde conhecer. Ele também quer visitar a Coreia do Norte. “Tenho vontade de conhecer esses lugares muito diferentes. O mundo é grande.”
Flávia Mantovani Do G1, em São Paulo

Motoristas de Campina Grande paralisam atividades e população fica sem transporte urbano a partir desta quarta-feira

Motoristas de Campina Grande paralisam atividades e população fica sem transporte urbano a partir desta quarta-feira
 Os campinenses que dependem do transporte público para se locomover terão que enfrentar muita dificuldade hoje para chegar ao trabalho, escola ou resolver problemas particulares. É que desde as zero horas desta quarta-feira (22), os motoristas e cobradores de ônibus de Campina Grande entraram em greve. Eles decidiram paralisar as atividades a partir desta quarta-feira depois de mais uma tentativa frustrada de negociação entre patrões e representantes da categoria. Pela primeira vez desde que foi inaugurado, o Terminal de Integração de Passageiros amanheceu vazio e fechado, e muita gente teve que depender de caronas e do sistema de mototaxi para chegar ao trabalho.

A decisão foi tomada na tarde desta terça-feira (22) durante a segunda rodada de negociação entre as partes, realizada na Delegacia Regional do Trabalho (DRT). Os empregados alegam que as empresas não aceitam discutir suas propostas e 220 veículos que fazem o transporte público municipal devem permanecer nas garagens e também não houve acordo no tocante ao valor do reajuste salarial. Eles reivindicam 17% de reajustes salarial, e depois baixaram o percentual para 11% mas os empresários do sistema ofereceram 7%.

O diretor do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros (Sitrans) de Campina Grande, Anchieta Bernardino, informou que o órgão só vai se pronunciar após ser notificado sobre o início da paralisação para tomar as providências cabíveis quanto à paralisação dos coletivos. A greve por tempo indeterminado não afeterá o transporte intermunicipal, segundo o Simcof.

Segundo o Simcof, houve redução no pedido de proposta salarial por parte dos sindicalistas, mas em nenhuma das três últimas reuniões, todas realizadas com mediação do Ministério do Trabalho e Emprego, chegou-se a um consenso.

A greve nos transportes coletivos deve prejudicar a maior parte da população campinense que utiliza esse serviço. O prefeito de Campina Grande Romero Rodrigues (PSDB) lamentou o anúncio de greve feito pelos motoristas dos transportes coletivos da cidade. Ele disse que esse movimento é sombra de paralisações em outras cidades brasileiras.

Romero admitiu que a prefeitura poderá intervir no processo de maneira a mexer na tarifa para evitar que a greve se prolongue por muito tempo.

- Termina a prefeitura tendo que entrar com participação no processo em relação à questão de tarifa – disse Romero.

Ele lembrou que no ano de 2013 houve uma redução no valor da tarifa em Campina Grande, devido a incentivos concedidos pela e prefeitura e agora um eventual reajuste poderá ser discutido.

PBAgora

Conselho Tutelar de Esperança recebe carro novo do Governo Federal


O Conselho Tutelar de Esperança acaba de rebeber do Governo Federal, um carro novo, através de um pedido do deputado federal Luis Couto. O apelo foi feito pelo médico e ex-deputado federal Armando Abílio, durante o programa Tribuna do Povo, das rádios Cidade Esperança e BAN FM. O apelo foi atendido pelo Governo Federal e um veículo zero foi entregue ontem aos representantes do Conselho Tutelar de Esperança, através do sub-secretário de ação social do município Eduardo Jorge. A partir de agora, o Conselho Tutelar  dispõe de um veículo ágil e moderno para realizar suas atividades.
Redação: FOLHA DE ESPERANÇA
.

terça-feira, 22 de julho de 2014

TENTARAM INVADIR CASA DE PM E ACABAM MORTOS; POLICIAL, IRMÃ E NAMORADA FORAM BALEADOS, MAS ESTÃO BEM






Policias do 2ºBPM não hesitaram em responder a provocação e intimidação de cinco assaltantes que tentaram matar um soldado, a namorada dele e a irmã, no final da manhã desta segunda-feira (21/07).
O caso aconteceu no sítio Lagoa do Barro, em Lagoa Seca, na grande Campina.
As informações dão conta de que os assaltantes tentaram invadir a casa do policial, de 29 anos, que em legítima defesa da vida e da família respondeu a ação do quinteto.
Houve troca de tiros: o PM, a namorada dele, de 28, e a irmã, de 26 saíram feridos.
O próprio policial pediu socorro aos companheiros.
Policiais estiveram no local e ficaram sabendo que o bando estava numa casa abandonada na região.
Guarnições armaram um cerco, porém os acusados receberam os PMs à bala.
Não levaram nenhuma vantagem: morreram cinco acusados de tentar invadir a casa do PM.
Os bandidos estavam armados.


Atingidos pelos disparos "Tiaguinho" (já respondia por dois homicídios e era da quadrilha do "Irmão André”);
Ferrugem" (liderava os arrastões em Lagoa Seca e Campina Grande);
“Jubileu" (envolvido na morte do menino Lucas que estava com o pai na cidade de Lagoa Seca);
“Mateus” (respondia por homicídio; também roubava motos e a mulher dele levava os mototaxistas para o “cheiro do queijo” );
“Gonçalves Neto" (já foi preso por porte de arma; participava também de arrastões).

Com redação da FOLHA DE ESPERANÇA Fonte: Renato Diniz de Araujo